Dia Mundial do Dentista: as palavras do Papa Pio XII

Publicado em 03.10.2017


No dia 3 de outubro comemora-se o Dia Mundial do Dentista. Como sugestão do presidente do Conselho Regional de Odontologia, Eliardo Silveira Santos, resolvemos reproduzir as palavras do Papa Pio XII em relação à nossa profissão. O papa discursou para Cirurgiões-Dentistas na Itália em 24 de outubro de 1946 e Pio XII disse: “A Odontologia é uma profissão que exige dos que a ela se dedicam, o senso estético de um artista, a destreza manual de um cirurgião, os conhecimentos científicos de um médico e a paciência de um monge!"




A MISSÃO DO CIRURGIÃO-DENTISTA, SEGUNDO O PAPA PIO XII

Poucas pessoas compreendem a missão do dentista. O exercício da Odontologia requer habilidade e conhecimento exatos das ciências e artes. É necessário muito tato, intuição e sentido psicológico para alcançar a arte de persuadir e a autoridade moral para prever e remediar o medo instintivo e as excitações dos pacientes, mais perturbadores que a própria dor material.

Vós os dentistas necessitais muita paciência e uma grande resistência física. Vosso corpo: nervos, mente, vossa vontade e vossa sensibilidade estão em tensão contínua. Sempre de pé, muitas vezes em  atitudes incômodas, olhos abertos, ambas as mãos ocupadas, os dedos obedientes à manipulação de vários instrumentos de cada vez. Cada movimento sendo obstado por reflexos e reações imprevistas dos pacientes.

Ademais, durante todo este tempo, tendes que permanecer imperturbáveis, calmos, corteses, gentis e cheios de piedade. A menor lesão em qualquer tecido da membrana da boca expressa características e sentimentos que não podem ser reflexados pela fronte e pelos olhos tão somente. Uma simples afecção no lábio, imperceptível pode transformar ou provocar alterações definitivas na expressão do rosto. Há, pois, algo milagroso e surpreendente na missão de curar a boca.

Papa Pio XII